Rafael Zanatta
Um ponto adicional — bastante sinistro — do decreto do Cadastro Base Cidadão é a menção à “maneira de andar” como tipo de “atributos biométricos” (art. 2o, II). Me lembrou como essa tecnologia está avançada e as novas formas de identificação pessoal: https://t.co/4kBwAMvmti
tweet

Mapquest claims a (dubious) 38m monthly users. The company blamed its precipitous fall on getting downranked by Google, whose competing Google Maps product claims 154.4m monthly users. Google insists it downranked Mapquest results because no one clicked on them. https://boingboing.net/2019/10/10/do-webrings-next.html/amp?__twitter_impression=true

http://www.comciencia.br/mocao-da-unicamp-sociedade-vai-atacar-anti-intelectualismo-e-desmonte-violento-da-educacao-superior-e-da-ciencia-no-brasil/

Forwarded from nicbr
Os desafios para a privacidade e a proteção de dados; direitos humanos digitais nas escolas brasileiras e o acesso à Internet nos Municípios do Interior do Amazonas são alguns dos assuntos que serão discutidos hoje no 9º Fórum da Internet no Brasil!

Acompanhe a transmissão do evento, a partir das 9h no horário de Manaus (10h no horário de Brasília), no nosso canal no YouTube, e programe-se para não perder as atividades de seu interesse! https://www.youtube.com/NICbrvideos/

Forwarded from monolipe
“No caso da Uber, por exemplo, a aposta seria de que as próximas gerações vão cada vez menos querer ter um carro na garagem – aumentando a base potencial de clientes para os aplicativos de transporte.

A empresa de tecnologia e transporte estreou no mercado em 2010, debutou na bolsa de Nova York em maio deste ano com valor de mercado de US$ 82,4 bilhões e nunca conseguiu registrar um trimestre de lucro sequer. No prospecto divulgado por ocasião da abertura de capital, um documento com mais de 300 páginas, afirmou que talvez nunca fosse rentável.”

https://www.bbc.com/portuguese/geral-49858418

Forwarded from monolipe
“A base do funcionamento do Waze é crowdsourcing, colaboração coletiva para alimentar a plataforma com informações. Quando ligado no smartphone, o aplicativo coleta um ponto de GPS do motorista a cada 10 metros ou 1 segundo. Com os dados de vários condutores, consegue detectar se uma via está congestionada ou livre de carros.

Acima da base de usuários que disponibiliza a geolocalização, há uma camada de editores cujo papel é monitorar o sistema e organizar as informações. O Waze chama esse grupo de “comunidade”.

(…)

Com mais de 53 milhões de alterações em mapas por mês, os editores não recebem dinheiro. O Waze apenas cobre alguns custos de reuniões (eles tomam cafés mensais) e convida os mais engajados a uma conferência anual. Este ano, ela ocorreu em Tel Aviv, Israel, onde nasceu o app.”

https://folha.com/l7qawvjt

https://telegra.ph/TSE-indefere-pedidos-para-depoimentos-de-rep%C3%B3rteres-sobre-WhatsApp-na-elei%C3%A7%C3%A3o-09-28