o digilabour publicou uma entrevista com o diretor do GIG https://mailchi.mp/9393bf67b3ed/newsletter-digilabour-14?e=15f3c0699e https://mailchi.mp/9393bf67b3ed/newsletter-digilabour-14?e=15f3c0699e

Capitalismo de vigilância no Sul Global (trecho de entrevista com o diretor. A expressão não é dele): https://gallery.mailchimp.com/1c19e1b5818b1728246078497/files/173c05ff-f281-4188-ba85-cd1ad23a93b8/Economia_de_bicos_no_Brasil.mp3 https://gallery.mailchimp.com/1c19e1b5818b1728246078497/files/173c05ff-f281-4188-ba85-cd1ad23a93b8/Economia_de_bicos_no_Brasil.mp3

É difícil – ainda que não impossível – mas a única saída legítima para esse buraco são novas eleições. Desde o golpe, agora novamente. Qualquer coisa diferente disso é Temer 2 e nenhuma medida instituída deveria ser aceita

No final de abril, estive no workshop Data-Driven Elections, promovido pelo projeto Big Data Surveillance. O evento foi encerrado com uma conversa com a jornalista Carole Cadwalladr, responsável por revelações sobre o caso FAcebook/Cambridge Analytica. Publicaram vídeo com a intervenção dela, uma história que parece de filme https://www.sscqueens.org/news/public-event-at-uvic-on-april-30th