O que, inclusive, contradiz o argumento da S Zuboff de que a Apple não pratica o capitalismo de vigilância. No limite, o novo modo de acumulação demanda a todos

O mais interessante aqui não é a violação de privacidade. É a sanha por dados sem os quais a inteligência artificial não tem valor (não se desenvolve). A inteligência é feita pela extração das experiências